Recuperação Florestal

              A ARIE possui 12 ha de áreas de borda em processo de restauração, onde já foram efetivados dois métodos de restauração ecológica - o plantio de alta riqueza de espécies arbóreas em linha e o manejo de espécies de interesse. Sete hectares fazem parte de programas de restaurações de borda executadas pelo Departamento Técnico-Científico da FJPO, e os outros cinco hectares foram implantados a partir de passivos ambientais de terceiros.

              Os 12 ha de restaurações ecológicas da ARIE refletem diferentes possibilidades de manejo e desenvolvimento de restaurações ecológicas, e assim estão formando também novas possibilidades de comunidades bióticas de borda. Existem diferenças, não somente em relação ao método de restauração ecológica utilizado, mas também em relação ao tamanho das áreas, às espécies utilizadas, às localizações das restaurações, entre outras. Essas diferenças são devidas às diferentes condições físicas das áreas manejadas, como, por exemplo, áreas de borda e áreas de clareiras internas, além de terem sido realizadas por diferentes grupos de trabalho. Contudo, todas as restaurações foram realizadas por meio de plantio em linhas com alta diversidade de espécies arbóreas nativas e o manejo seletivo de espécies de interesse.

              O programa ocorre desde 2001 na UC e, por isso, possui uma grande experiência acumulada, devendo ser expandido. Essa expansão deve ocorrer tanto na divulgação do conhecimento e do processo de monitoria existente, quanto nas áreas manejadas, implementando-se novas pesquisas e experimentos relacionados à vegetação secundária de borda, especialmente no oeste da UC, área do entorno predominantemente agrícola.